MÁQUINA DE CORDAS

Uma das coisas mais complicadas de serem feitas no modelismo naval são os cabos das embarcações. Conseguimos contornar o problema adquirindo no comércio linhas industrializadas com uma boa margem de sucesso.

Agora! Se o modelista desejar fazer o seu próprio encordoamento, será necessário ter uma pequena máquina de fazer cordas.

Essa pequena maravilha, a bem da verdade, trata-se de uma cópia reduzida das antigas máquinas de fazer cordas para os navios em tempos passados.

Nesse pequeno diorama temos uma reprodução fiel de uma máquina de fazer cordas utilizada nos tempos gloriosos da marinha a vela.

A máquina funcionava da seguinte forma:
No lado direito existem três manivelas e em cada uma delas ia um cabo preso. Cada um desses cabos passava pela peça localizada no meio, indo ser amarrado a uma única manivela localizada na seção do lado direito.
Devo supor que cada manivela era assistida por um homem, três na direita e um na seção da extrema esquerda.

Tanto as alavancas do lado direito, como a única do lado esquerdo eram giradas no sentido horário. Como estavam em posições assimétricas, o resultado prático era cada cabo ter suas extremidades giradas em sentidos opostos.

A medida que diminuía o comprimento dos cabos em decorrência de estar sendo enrolado, forçava a secção central a se deslocar trançando a corda.

Com uma pequena máquina dessas, você poderá fazer todos os tipos de cabos nos mais variados diâmetros que o seu modelo venha exigir.

O mais indicado seria fazer peças de um metro de cada vez.

Componentes

Medidas e todo o resto serão passados mais adiante! No momento o mais importante é entender como a coisa funciona!

A seção da esquerda será composta por uma pequena plataforma que ficará sobre quatro pequenas rodas.
Um motor do tipo mabushi (desse que se encontra muito facilmente em carrinhos a pilha), uma pequena caixa para colocar quatro ou três pilhas grandes, um gancho encaixado no meio da grande rodas.

Essa grande roda será girada por meio de uma correia que fará o papel uma transmissão do motor para a roda que ao girar fará também girar o gancho.

 

Na outra extremidade, na direita será uma plataforma que a exemplo da outra, terá os mesmos componentes mas com três ganchos.
Na extremidade de cada gancho irá uma coroa dentada que entrará em contato com uma maior encaixada no centro da grande roda.
A grande roda será girada por meio de uma correia que fará a transmissão do motor para ela.
 

 

 

No centro, entre as duas seções, irá um terceiro componente!
Vamos chamá-lo de trançador.
Sobre uma plataforma sobre rodas, será fixada uma peça que terá em um lado uma peça com ranhuras para encaixar as linhas e na outra extremidade um
um outro componente que será cônico.

Por experiência, notei que será necessário confeccionar uma guia para evitar que os componentes móveis venham a desviar-se quando em movimento.
A mesma será feita de compensado para base e de um fino barrote em lata lateral.

O comprimento da rampa será ditado pelo comprimento de cabo que se deseja confeccionar.

Funcionamento

Colocadas as linhas e amarradas nos locais necessários, o primeiro passo será ligar o motor da seção do lado direito. Os ganchos comerão a girar.
Você deve ficar apenas observando.
 

Depois de um certo tempo, você notará que o comprimento das linhas irá diminuir, forçando a seção da esquerda a começar a se deslocar.
Nesse exato momento você liga o motor dessa seção.
Por motivo dos cabos estarem torcidos para um lado, o mesmo tenderão a girar no sentido oposto. Ao ligar o segundo motor, esse irá girar justamente para o lado que os cabos querem voltar. Isso fará com que um novo cabo seja trançado.
A medida que o novo cabo é trançado, ele forçará o trançador a se mover na direção da seção da direita.
 

A seção do lado esquerdo e o trançador avançarão na direção do componente fixo formando o novo cabo.
Ao chegar próximo da parte fixa os motores serão desligados!
Espere um certo tempo para que as linhas se acomodem. Depois disso, corte as extremidades do novo cabo passando um pouco de cola em cada uma.