James Lancaster


Estamos levantando dados sobre os piratas que atacaram a costa brasileira durante o período em que o Brasil era colônia de Portugal!
Outros virão em seguida! Esse é o primeiro!

James Lancaster, nasceu em Basingstoke em 1555 na Inglaterra tendo se tornado uma figura de destaque durante o século XVI na Inglaterra.
Lancaster teve uma vida cheia de aventuras e peripécias! Dentre suas aventuras, podemos destacar o fato de ter em 1601 comandando a primeira frota da Companhia das Índias Orientais que excursionou até o oriente no intuito estabelecer vínculos comerciais com nações daquela região fornecedoras de especiarias, quebrando o monopólio desse comércio exercido tão somente por Portugal e a Espanha!
Em 10 de abril de 1591 zarpou de Plymouth, com o Raymond e Foxcroft, na sua primeira grande viagem para a Índia. Frota formada por apenas alcançou a baia de Mesa em 1 de agosto de 1591, tendo perdido nessa época um de seus preciosos navios o Corrientes em 12 de setembro. Depois de descansados, o esquadrão rumou para Zamzibar onde chegou fevereiro de 1592. Zarpando no mês de maio do mesmo ano saiu da costa da península malaia em junho. Cruzando depois para Ceilão, as tripulações exigiram a volta para casa. A viagem de retorno foi um desastre! Apenas vinte e cinco oficiais e homens reapareceram na Inglaterra em 1594. O próprio Lancaster chegou apenas em 24 de maio de 1594.

Mas o incansável aventureiro nem mesmo se recuperara dos problemas anteriores, já comandava uma expedição militar composta de 3 navios e 275 homens contra Pernambuco no Nordeste do Brasil onde chegou em 24 de maio de 1594 tomando o porto do Recife permanecendo aí por 31 dias. durante esse tempo, abasteceu e recebeu navios piratas franceses que foram presenteados com uma vultosa carga de pau-brasil e uma caravela. O inglês fretou 15 embarcações holandesas para poder carregar o espólio adquirido, chegando a Inglaterra em julho de 1595 com seus navios abarrotados. Ele como muitos outros nesse tempo, tinha se tornado um tormento para o reino português em decorrência dos constantes ataques às suas colônias inclusive o Brasil e às suas rotas de comércio marítimo. Em 1588 Lancaster serviu sob o comando de Francis Drake como comandante do Edward Bonaventure no célebre confronto contra a Invencível Armada espanhola de Filipe II.

 

Em 1600 se iniciaram os preparativos para uma nova excursão às índias dessa feita sob o patrocínio da Companhia das Índias Orientais! O nome escolhido para comandar essa empreita foi, para variar, Lancaster, que além de comandar a expedição, era também um representante da rainha Elizabeth e de outros tantos potentados do reino.
Um fato digno de nota, é que durante os preparativos da excursão o Tesouro Inglês na época propôs a confecção de moedas espanholas.Estas eram conhecidas e aceitas pelos comerciantes do oriente. Mas, a rainha Elizabeth recusou-se terminantemente a falsificar a moeda espanhola, mesmo em se tratando ser o rei espanhol na época Phillip II seu arquiinimigo!O resultado desse desacordo foi a confecção de uma moeda especial com as mesmas características de tamanho e peso (ouro) da moeda espanhola, mas com a efígie da rainha inglesa!
 

 

A Companhia gastou £40,000 para adquirir e equipar uma frota de cinco navios para a viagem. £6,860 para comprar mercadorias inglesas para a venda ou permuta e outras £21,700 para adquirir bens na Índia.A frota partiu com derrota a Indonésia, centro de crescente de comércio de especiarias no oriente.

Ao chegar lá, Lancaster achou isto difícil trocar o pano inglês pelos temperos na Índia Oriental, as pessoas locais não quiseram artigos de vestuário lanosos em tais climas quentes.

A solução encontrada foi aprisionar uma nau portuguesa carregada de algodão.

Com esse algodão tomado, Lancaster pôde iniciar o comércio inglês com os comerciantes do oriente. Voltando a Inglaterra em fevereiro de 1602, chegou ao seu destino em setembro do mesmo ano com seus navios carregados de especiarias. Estava aberto o caminho do comércio inglês com as nações do oriente.

 

Mais adiante frotas seguiram Lancaster e a Companhia começou a prosperar buscando acesso a mercados asiáticos e artigos exóticos. Em 1607 estabeleceu um posto de comércio em Surat na costa ocidental de Índia. James Lancaster continuou na companhia até sua morte em junho de 1618 em sua propriedade em Lincolnshire. Hoje sua casa na fazenda tem um conjunto de placas na parede que informam aos visitantes que ali viveu o famoso navegador inglês.